Folha Informativa: MSH em Angola

 

A Management Sciences for Health (MSH), uma organização mundial sem fins lucrativos, usa abordagens comprovadas desenvolvidas ao longo de 40 anos para ajudar líderes, gestores de saúde e comunidades em países em vias de desenvolvimento a construírem sistemas de saúde fortalecidos para maior impacto de saúde. A MSH trabalha para salvar vidas ao colmatar lacunas entre conhecimentos e acção em saúde pública.

Os projectos actuais incluem:

  • Projecto de Capacitação Local para a Prestação de Serviços Contra o VIH na África Austral (BLC)
  • Fortalecimento dos Sistemas de Saúde em Angola (SASH)
  • Projecto de Sistemas para Melhoria do Acesso a Farmacêuticos e Serviços (SIAPS)

Visão do projecto

A visão do projecto para Angola é até 2014 é organizações da sociedade civil a prestarem melhores serviços comunitários para prevenção do VIH que. promovam comportamentos saudáveis entre as famílias. O BLC vai-se concentrar na identifi cação e melhoria da capacidade das CSOs locais para oferecerem subsídios baseados no desempenho para trabalhar com as comunidades, líderes tradicionais, promotores da saúde na comunidade e igrejas locais para melhoria das práticas individuais de prevenção do VIH e, onde possível, em colaboração com os municípios e unidades sanitárias locais. O BLC tem um enfoque simultâneo em intervenções nacionais e actividades a nível regional que benefi ciam toda a região da África Austral. Actualmente, todos os projectos BLC estão a trabalhar em seis países (Angola, Botswana, Lesoto, Namíbia, África do Sul e Suazilândia) e tem financiamento para actividades em 12 áreas de programa distintas.

 

June 3, 2014
Year of publication
2014
Countries
Tags
HIV, HIV prevention, AIDS, treatment, ART, ARVs, PEPFAR, antiretroviral therapy, UNAIDS, PMTCT, aidstar-one, USAID, TB, research, children, women, WHO, MSH BLC, Global Fund, MSM, civil society organizations (CSOs), HIV prevention services, capacity building, Angola, behavior change programs, prevenção do VIH, organizações da sociedade civil (OSCs), Botswana, Lesoto, Namibia, África do Sul, Suazilândia

Similar Resources

Please click on the images or links below to download your copies of the SHARE poster for World AIDS Day 2012.

With funding from the Southern Africa Development Community (SADC), through its HIV and AIDS Fund, the Panos Institute Southern Africa (PSAf ) implemented the Communicating HIV Prevention in Southern Africa project in six countries (Angola, Lesotho, Malawi, Swaziland, Zambia, and Mozambique)…

Despite increased understanding of the link between gender and HIV and, more recently, the value of using multiple gender strategies to mitigate women’s and men’s vulnerability, little is known about how HIV programs are applying these insights to improve programs and services.

HIV & AIDS Treatment in Practice #187: HIV & TB in Practice for Nurses, March 2 2012

Health Care Waste Management in Uganda Fact Sheet

Home-based HIV testing and counseling (HBHTC) improves access to and reach of HIV testing and counseling (HTC). The benefits of HBHTC include:

At the request of USAID Missions in the region, the Building Local Capacity for Delivery of HIV Services in Southern Africa Project (BLC) is providing assistance to Global Fund to Fight AIDS, Tuberculosis and Malaria (Global Fund) Principal Recipients (PRs) in Angola, Namibia, South Africa, and…

As HIV treatment programs are scaled-up, monitoring the quality of care that patients receive and their clinical outcomes is increasingly important.

The purpose of this brief is to summarize the latest evidence on the Prevention of Mother-to-Child Transmission (PMTCT) of HIV in an accessible format for policy makers and to inform the discussions of SADC member states with the ultimate aim of improving prevention policies, programs, and…